Segunda Feira 23 DE julho DE 2018
(47)3275-0137
HOME > LIVRARIA > ROQUETTE-PINTO - O CORPO A CORPO COM O BRASIL
CLASSIFIQUE

R$ 59.90

* Valor sujeito a alteração!

COMPRAR
ROQUETTE-PINTO - O CORPO A CORPO COM O BRASIL
Indisponível
SIMULAR PREVISÃO DE FRETE/ENTREGA
COMPRE NO SITE RETIRE NA LOJA
SAIBA COMO
SINOPSE
"Muitas linhas se compuseram no desenho da figura de Roquette-Pinto, mas o seu traço principal e individualizador está para ser identificado: seria o do mestre ou do feiticeiro?". Foi assim que o poeta Carlos Drummond de Andrade traduziu a magia de Edgard Roquette-Pinto (1884-1954), em texto publicado no jornal Correio da Manhã dois dias depois da morte do personagem objeto de sua crônica. Para Drummond, tratava-se de "um professor de imaginação, posta a serviço de utilidades e estudos diversos". O traço unificado de um personagem de múltiplas facetas emerge no livro "Roquette-Pinto - o corpo a corpo com o Brasil", do jornalista Claudio Bojunga. Neto do biografado, o autor dedicou três anos à pesquisa do médico, antropólogo, etnólogo, radialista, ensaísta e poeta. Como afirma Claudio Bojunga, a trajetória de Roquette-Pinto se divide em duas vertentes que não seguem a ordem cronológica: a primeira é a do médico, do pesquisador, do antropólogo e naturalista, do cientista humanista e positivista não ortodoxo, do socialista democrático e nacionalista. A segunda vertente da vida dele é definida por Bojunga como de "democratização dos saberes": a educação do povo, a divulgação da ciência, a popularização da cultura, a disseminação do civismo e do amor ao país. Primeiro como professor, depois com o rádio e o cinema, Roquette-Pinto atuou na divulgação e na massificação do conhecimento por meio das novas tecnologias surgidas a partir dos anos 1920. Tornou-se assim o pioneiro do rádio no Brasil - ele criou e dirigiu a Rádio Sociedade, fundada em 1922, atual Rádio MEC. Com a rádio e com o cinema, passou a se dedicar durante anos a provar que a miscigenação racial da população brasileira não era negativa, pensamento recorrente na comunidade científica defendia da época.

INFORMAÇÕES
Editora: LEYA
Assunto: HISTORIAS BIOGRAFIAS
Ano de edição: 2016
Autor: BOJUNGA, CLAUDIO
I.S.B.N.: 8577346544
Número de Páginas: 286
Altura: 23.00
Largura: 16.00
Comprimento: 3.00
Código de Barras: 9788577346547
PRODUTOS SEMELHANTES
LIVRO DAS REVEL
BORGONOVI, EDUARD...
Disponível
R$ 36.50
TROTSKI - UMA B
SERVICE, ROBERT...
Disponível
R$ 102.90
GUIA CAMBRIDGE
SMITH, EMMA...
Disponível
R$ 52.00
A CASA NO LAGO
HARDING, THOMAS...
Disponível
R$ 39.50
CAÇADA À BOMB
LEWIS, DAMIEN...
Disponível
R$ 62.00
O X DA QUESTAO
BATISTA, EIKE...
Disponível
R$ 9.90
CAFETERIA
Acompanhe as delícias do cyber café da grafipel!
Conheça e venha nos visitar.
VEJA NOSSO CARDÁPIO
DUVIDAS???
ENTRE EM CONTAO CONOSCO! É FÁCIL E RÁPIDO!!!
CLIQUE AQUI
NA GRAFIPEL VOCÊ ENCONTRA!
SOBRE A GRAFIPEL
Você sabia que muita gente conhece a Grafipel como Gráfica Avenida? Você já ouviu alguém falar “vai lá na gráfica e me traz uma caneta”? Pois é, por muitos anos foi assim...a história da Grafipel é antiga, tem quase 100 anos! Em 1919, Arthur Müller, que mais tarde seria o prefeito de Jaraguá, fundou a primeira tipografia da cidade, a Tipografia Avenida, operando no ramo de impressão e papelaria. Chamava-se Avenida porque ficava na Avenida Getúlio Vargas, em frente à estação ferroviária.
CONHEÇA NOSSO INSTITUCIONAL
2018 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
WWW.GRAFIPEL.COM.BR